segunda-feira, 15 de julho de 2019

Devolução das sobras dos poderes para o Executivo divide deputados do RN; veja como cada um votou


Embora tenha aprovado por unanimidade a Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2020, que orienta a elaboração do orçamento do próximo ano, o plenário da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte (ALRN) se dividiu, na votação na quinta-feira (11), quando o assunto foi a emenda que previa que os poderes Judiciário e Legislativo devolvessem sobras dos repasses a que têm direito para o Poder Executivo.

Com 11 votos para cada lado (veja abaixo), o presidente Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), que já tinha votado pelo não, deu o voto de "minerva" (de desempate), como previsto pelo regimento da Casa Legislativa. Dois parlamentares faltaram.

Ao justificar o voto, o presidente afirmou que os poderes já têm contribuído como podem. “Neste último ano, somando os recursos os quais abrimos mão, a Assembleia já deu ao Governo mais de R$ 66,5 milhões. Temos contribuído, temos tido gestos, para que o Estado não amargue tantos problemas”.,

Veja como votaram os deputados:
A favor da devolução:
01. Allyson Bezerra - SD
02. Coronel Azevedo - PSL
03. Cristiane Dantas - PTC
04. Eudiane Macedo - SD
05. Francisco - PT
06. George Soares - PR
07. Hermano Moraes - MDB
08. Isolda Dantas - PT
09. Kelps Lima - SD
10. Sandro Pimentel - PSOL
11. Ubaldo Fernandes - PTC

Contra a devolução:
01. Albert Dickson - Pros
02. Dr. Bernardo - Avante
03. Ezequiel Ferreira - PSDB
04. Galeno Torquato - PSD
05. Gustavo Carvalho - PSDB
06. José Dias - PSDB
07. Kleber Rodrigues - Avante
08. Raimundo Fernandes - PSDB
09. Souza Neto - PHS
10. Tomba Farias - PSDB
11. Vivaldo Costa - PSD

Ausentes:
1. Getúlio Rego - DEM
2. Nelter Queiroz - MDB

Por G1RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário

teste teste