quinta-feira, 18 de abril de 2019

O drama dos moradores do bairro Radir Pereira em Currais Novos continua


Data da matéria
quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Bastou a primeira chuva do ano, para acontecer o que já era previsível. A construção e o surgimento relâmpago de um bairro em Currais Novos, trouxe com a agilidade, a falta de fiscalização, infraestrutura e muitos problemas.

No fim de tarde desta terça-feira (03), o que era para ser motivo de comemoração virou um pesadelo para parte dos moradores do Radir Pereira. Os cerca de 30 mm que choveu no bairro inundou casas e casou prejuízos aos recém-chegados.

A maioria dos moradores comprou a casa no último ano, um investimento de mais de R$ 90 mil, no programa do Governo Federal "Minha Casa, Minha Vida", muitos deles com parcelas a pagar por mais de 30 anos. Na pressa de realizar o sonho da casa própria esqueceram de cobrar a infraestrutura, que está fazendo falta agora.

Uma sequência de erros está agora causando frustração a quem optou em comprar seu domicílio naquele bairro. Na manhã desta quarta-feira (04), o prefeito em exercício João Gustavo e o atual secretário de Infraestrutura do município, Alex Gomes, estiveram no bairro para checar a situação: “O que temos de fazer agora é parar todas essas autorizações e averiguar uma por uma pra entender o que ocorreu aqui”, disse João Gustavo.

O secretário foi mais além. “Errou quem liberou esse loteamento, errou a prefeitura que autorizou as construções e errou a Caixa que aprovou esses financiamentos”, disse Alex, que aproveitou e disse que a partir de agora não serão autorizadas nenhuma construção, até ser feito um levantamento de todas as construções em andamento: “Vou visitar uma por uma, pessoalmente”, disse.

Em contato com a Caixa, o gerente geral da agência Currais Novos, Obede Marinho, explicou que a parte de infraestrutura só é cobrada pela instituição quando se caracteriza empreendimento, ou seja, lotes com mais de 12 domicílios construídos por uma única empresa. Em relação, a situação do Radir Pereira, ele explicou que os engenheiros da Caixa no Estado que fiscalizam as obras são sorteados, e que todas as casas foram visitadas. Ainda segundo Obede, nesse caso, os responsáveis pela infraestrutura, das vendas individuais, são os construtores e a prefeitura.

O gerente explicou ainda, que se for constatado que houve alguma irregularidade por parte das construtoras, ela poderá integrar um cadastro de restrição da interna da Caixa (CONRES).

O drama dos moradores:
Enquanto não se resolve, os moradores se movimentam para buscar uma solução e já estão formando um conselho. A rua mais prejudicada é a Andre Mário Gomes. Na chuva desta terça-feira, a água chegou a 50cm, inundando casas de moradores. A causa segundo eles, foi que o bueiro construído para escoar a água não tem a dimensão necessária, ou seja, a água que chega na rua se acumula, invadindo as casa dos moradores. O problema que de um lado foi um construtor que construiu, e do outro uma outra empresa, e a falta de fiscalização e de padrão, acabou provocando todo esse problema.

Fonte: Grupo Cnagitos/Fátima Souza

18/04/2019
Após 4 anos da matéria acima com nova gestão e nada foi feito por parte do poder público municipal, nenhuma fiscalização foi feita e mesmo após o problema relatado ainda foram construídas mais casas no bairro, segundo uma moradora que não quis se identificar disse que: "A sensação é de descaso e abandono", outro morador nos relatou que "falta interesse dos da prefeitura no tocante a infraestrutura do bairro", "damos graças a Deus pelas chuvas mas infelizmente a nossa situação aqui é precária quando chove é isso quando não chove é muita poeira" relatou o morador.

Ainda não choveu como nos outros anos anteriores as chuvas sempre são bem vindas, porém os moradores do bairro Radir Pereira continuam cobrando soluções para amenizar esta situação.




DE OLHO NA NOTÍCIA

Um comentário:

  1. A gente paga IPTU e não sabe pra que. Se não usam a favor da população ! Bora trabalhar pra o povo. Que daqui um tempo tem eleição e vcs vão na nossa porta pedir voto.

    ResponderExcluir

teste teste