sábado, 11 de fevereiro de 2017

Idema pode transformar Trangola em Unidade de Conservação

Panorama do Bioma Caatinga da Fazenda Trangola, no município de Currais Novos, que pode virar Unidade de Conservação.
A Fazenda Trangola está sendo considerada improdutiva há mais de 30 anos por moradores daquela área rural do município de Currais Novos, a 180 quilômetros de Natal, motivo pelo qual foi transferida ao Estado pelo Banco de Desenvolvimento do Rio Grande do Norte (BDRN) e está passado por um processo de avaliação por técnicos do Instituto Estadual de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema) para ser transformada em Unidade de Conservação (UC) ambiental. 

Técnicos do Núcleo de Gestão de Unidades de Conservação (NUC) do já estiveram em Currais Novos para avaliar a potencialidade dessa propriedade rural, que está encravada no Bioma Caatinga. A primeira vistoria ocorreu na semana passada e foi acompanhada por um servidor da Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Meio Ambiente (SAPE) lotado na cidade, onde a equipe do Idema analisou a viabilidade da área para iniciar o processo de criação de Unidade de Conservação (UC). 

O estado de conservação da Caatinga, o potencial turístico e o fato de ser uma área de posse do Estado, são alguns pontos positivos que tornam esta área uma candidata potencial a uma nova UC estadual.

Segundo o NUC do Idema, o Bioma Caatinga corresponde a 93,6% de toda a área do Rio Grande do Norte, entretanto, apenas 0,47% está protegido por meio de Unidades de Conservação. A criação de uma nova unidade, portanto, aumentaria a proteção deste bioma.

Uma vez constatada a viabilidade para iniciar um processo de criação de UC, deverão ser elaborados estudos técnicos que servirão de base para uma proposta técnica que por fim, será discutida e validada em audiências públicas junto à população local.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

teste teste