quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Repatriação de recursos do exterior pode render R$ 16 milhões ao Seridó

A Receita Federal informou nesta terça-feira, 1.º de novembro, que o programa de regularização de ativos no exterior, também conhecido como repatriação de recursos, trouxe de volta à economia brasileira R$ 169,9 bilhões. Desse total, foram arrecadados R$ 50,9 bilhões, referentes ao Imposto de Renda (IR) e multa da formalização dos valores. Os municípios do Seridó devem receber cerca de 16,5 milhões conforme o rateio abaixo:

Acari: R$ 660.315,52
Bodó: R$ 495.236,64
Caicó: R$ 1.980.946,56
Carnaúba dos Dantas: R$ 495.236,64
Cerro Corá: R$ 660.315,52
Cruzeta: R$ 495.236,64
Currais Novos: R$ 1.650.788,80
Equador: R$ 495.236,64
Florânia: R$ 495.236,64
Ipueira: R$ 495.236,64
Jardim de Piranhas: R$ 825.394,40
Jardim do Seridó: R$ 660.315,52
Jucurutu: R$ 990.473,28
Lagoa Nova: R$ 825.394,40
Ouro Branco: R$ 495.236,64
Parelhas: R$ 990.473,28
Santana do Matos: R$ 825.394,40
Santana do Seridó: R$ 495.236,64
São Fernando: R$ 495.236,64
São João do Sabugi: R$ 495.236,64
São José do Seridó: R$ 495.236,64
Serra Negra do Norte: R$ 495.236,64
Timbaúba dos Batistas: R$ 495.236,64

A projeção dos valores brutos destinados aos municípios foi calculada pela Confederação Nacional dos Municípios. Sem o desconto de 20% do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

teste teste