domingo, 10 de abril de 2016

PM prende perigosa quadrilha acusada de vários homicídios em Florânia/RN:


Militares Estaduais do Destacamento Policial da Cidade de Florânia-RN, Cabo Edvaldo, Cabo Ubaldo e o Cabo PM Carlos Antônio, em serviço neste sábado, 9, receberam, por volta das 20:40h, uma ligação dando conta que na comunidade Igreja do Santíssimo, Bairro Rainha do Prado, havia acontecido alguns disparos de armas de fogo e que havia uma pessoa caída ao solo.

De imediato a equipe, deslocou-se ao endereço e lá chegando encontrou um cidadão conhecido como Raminho, vigilante, que se tratava da pessoa de Ramos Silva,, conhecido por “Raminho”, que estava com seis perfurações de arma de fogo, não resistindo em seguida ao fato.

De posse de algumas informações, os Militares, já com o apoio do Grupo Tático Operacional da Companhia e Polícia de Jucurutú e da Equipe de Serviço do Destacamento de Tenente Laurentino, passaram a empreender diligências no sentido de prender os criminosos, localizando em seguida uma motocicleta de cor vermelha, utilizada no crime. Esta motocicleta se encontrava com um dos assassinos, conhecido como “Valerinho”, que confessou que ele e os comparsas haviam cometido o homicídio.

Em seguida, ao prender o primeiro acusado, a força tarefa policial-militar, se dirigiu à casa de um outro criminoso,  conhecido como Maciel, onde se encontravam todos os demais acusados, provavelmente discutindo as ações delituosas perpetradas. No local, foram presos Pedro Robério da Costa, Felipe Wagner de Souza Araújo, L. da S. (menor), José Maciel da Silva e Valério Miranda da Silva. Com a quadrilha, foram encontradas duas armas, um revólver calibre .38, com 4 projéteis intactos, bem como um revólver calibre .32 também com quatro munições não deflagradas.

De acordo com a PM, as cápsulas deflagradas no assassinato do vigia, foram entregues pelo criminoso  Felipe Wagner, alcunha “Guido”, que as repassou para o “Valerinho” que as descartou juntamente com um moleton em um terreno baldio, que também foram apreendidas pela eficiente equipe Militar em serviço, como provas incontestes do assassinato.

Ainda segundo a PM, a mandante do crime, a menor de Idade, L. da S, afirmou que o vigilante era cabueta, motivo encontrado para mandar ceifar a vida do cidadão. Essas pessoas já eram investigadas pela Polícia Civil pela prática de ao menos cinco crimes de homicídio na região de Florânia-RN.

Todos foram presos em flagrante e conduzidos à delegacia de polícia de plantão em Caicó para a lavratura do auto de prisão em flagrante. Mais uma perigosa quadrilha retirada de circulação pela Polícia Militar do Estado do Rio Grande do Norte, que não mede esforços para fazer do Rio Grande do Norte um Estado mais seguro.

Fonte: PM/RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário

teste teste