sexta-feira, 18 de setembro de 2015

Há anos Currais Novos corria risco de desabastecimento

Cola
Não é novidade que a seca em nosso Seridó são periódicas e, enquanto fenômeno natural, não há como combatê-las.

O problema do desabastecimento de água em Currais Novos não é novidade. O jornal “A Notícia” estampou no ano de 2002 a manchete “Colapso no abastecimento d’água ameaça Currais Novos”. Não é novidade que a seca em nosso Seridó são periódicas e, enquanto fenômeno natural, não há como combatê-las. Todavia, os seus efeitos podem ser enfrentados com tecnologias apropriadas, tornando possível a convivência o semiárido.

O problema é que os políticos, em regra geral, costumam fazer reunião, posar para fotos e buscar “soluções” para o sofrimento do povo. Falta aos administradores públicos a indispensável vontade política para definir ações estruturadoras no semiárido.

Essa problemática não é de hoje vem de gestões anteriores que não tiveram um pingo de interesse, isso tudo por questões partidária, políticos que esses que não pensa no futuro, nem na sua cidade muito menos deu valor ao povo. Se nesse tempo tivesse o total interesse a coisa seria bem diferente nesse tempo de seca que estamos vivendo e presenciando atualmente. Hoje eles aparecem e se setem total interesse e preocupado com a situação, mas claro, as eleições estão se aproximando e vai aparecer muito pai e mamadas querendo tirar proveito do povo com essa tão sonhada e esperada adutora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

teste teste