segunda-feira, 18 de julho de 2016

Projeto de lei na Câmara Federal pretende acabar com a obrigatoriedade do seguro DPVAT

Pago anualmente por todos os proprietários de veículos (PL 7097/14). O Seguro Obrigatório de Danos Pessoais é pago junto com o IPVA para indenizar vítimas de acidentes de trânsito e não cobre danos materiais.
O não pagamento impede que o proprietário fique regular com a documentação oficial do veículo. Porém, o autor da proposta, deputado Simão Sessim, do PP do Rio de Janeiro, entende que o cidadão tem o direito de decidir se quer ou não contratar o serviço.
A discussão no Congresso sobre o fim do seguro obrigatório de veículos não é nova. Tanto é que o novo projeto de lei foi apensado a outro, de 1999 (PL 2001), que está pronto para ser votado pelo Plenário da Câmara.
Alguém faz uma ideia de quanto a seguradora Líder arrecada com DPVAT? Imagine quantos MILHÕES de veículos circulam no Brasil e multipliquem por, digamos, R$ 200,00. Como já ultrapassamos os 50 milhões de veículos em circulação fácil concluir que são arrecadados mais de 10 BILHÕES DE REAIS por ano pela seguradora.
No ano de 2013 o Seguro DPVAT pagou mais de seiscentas mil indenizações (633.845), um aumento de 25% em relação a 2012. O valor pago superou três bilhões e 200 milhões de reais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

teste teste