quinta-feira, 31 de março de 2016

Período de chuvas exige cuidados reforçados no combate a dengue:

O tempo chuvoso dos últimos dias aumenta a preocupação com a proliferação do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da Dengue. O alerta é do Setor de Vigilância Sanitária, da Secretaria Municipal de Saúde de Ipeúna. Por isso, o órgão solicita a atenção dos moradores para a prevenção ao Aedes Aegypti. De acordo com o técnico da Vigilância Sanitária, Miguel Carlos de Lima, a água parada, principalmente, acumulada das chuvas tornam os locais propícios para a reprodução do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da doença.

O mosquito da dengue se reproduz em água limpa e parada, por isso, Miguel orienta a população para que não acumule no quintal materiais desnecessários e sem uso, como pneus, garrafas, latas, baldes, que devem ser guardados de cabeça para baixo em locais cobertos. “Não deixar água acumulada é o jeito mais eficiente de combater a doença”.

Miguel explica que após a picada do mosquito, os sintomas se manifestam a partir do terceiro dia. “Os mais comuns são: febre alta, forte dor de cabeça,·dor atrás dos olhos, perda do paladar e apetite, manchas e erupções na pele semelhantes ao sarampo, náuseas e vômitos,·tonturas, cansaço,·moleza e dor no corpo, nos ossos e nas articulações”, comenta.

Ele alerta que no caso de suspeita de contaminação, o ideal é procurar orientação médica na Unidade de Saúde da Família (PSF) ou na Unidade Básica de Saúde (UBS), “já que os sintomas da dengue são muito semelhantes aos da gripe e jamais se automedicar”, ressalta.

Confira algumas dicas para combate ao mosquito da Dengue:

Caixa d’água: Mantenha a sua caixa d’água sempre muito bem tampada.
Pratinho de vaso de planta ou de xaxim, dentro e fora de casa: Escorra a água. Coloque areia até a borda do pratinho
Lixeira dentro e fora de casa: feche bem o saco plástico e mantenha a lixeira tampada.
Tampinha de garrafa, casca de ovo, latinha, saquinho plástico de cigarro, embalagem plástica e de vidro, copo descartável ou qualquer outro objeto que possa acumular água: coloque tudo em um saco plástico, feche bem e jogue no lixo.
Vasilhame para água de animal doméstico: Lave com bucha e sabão em água corrente, pelo menos uma vez por semana.
Vaso sanitário: Deixe a tampa sempre fechada.
Ralo de cozinha, de banheiro, de sauna e de ducha: Verifique se há entupimento. Se houver, providencie o imediato desentupimento. Se não estiver utilizando, mantenha - os fechados.
Bandeja externa de geladeira: Retire sempre a água. Lave com água e sabão.
Suporte de garrafão de água mineral: Lave bem o local onde a água fica acumulada sempre que for trocar o garrafão.
Lago, cascata, espelho d’água decorativo: Mantenha sempre limpo. Crie peixes, pois eles se alimentam de larvas. Se não quiser criar peixes, mantenha a água tratada com cloro ou encha de areia.
Entulho e lixo: Evite acumular entulho e lixo. São focos de dengue.
Piscina: Trate a água com cloro, mantendo sempre acima de 2.0 ppm. Limpe uma vez por semana. Se não for usá-la, cubra bem. Se estiver vazia, coloque um quilo de sal no ponto mais raso.
Calha de água da chuva: Verifique se não está entupida. Remova folhas ou outros materiais que possam impedir o escoamento da água.
Laje: Retire a água acumulada.
Caco de vidro no muro: Coloque areia naquele que possa acumular água.
Pneu velho: Caso realmente precise mantê-lo, guarde em local coberto
Garrafa de vidro ou pet, balde, vaso de planta: Guarde vazio e com a boca para baixo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

teste teste