terça-feira, 29 de março de 2016

Caraúbas/RN: Condições precárias do Açougue Público eleva risco de contaminação às carnes:

Espalhadas ou penduradas em balcões do açougue público de Caraúbas (região oeste do RN), e até mesmo sobre bancas inapropriadas e por cima de madeiras (feira livre), como também no chão (recipientes plásticos inadequados), as carnes estão expostas sob risco de contaminação.

É muito fácil constatar que a venda de carne está comprometida pela total falta de higiene, e para piorar não existe fiscalização no local, nem por parte do município, nem tão pouco pela Vigilância Sanitária do Estado. Com isso a população vive o iminente risco de contrair, inclusive, meningite.

A insalubre situação do ambiente, flagrada com exclusividade pelo Blog Jair Sampaio (sábado, 26), pode pôr em xeque o plano municipal de saúde pública (se é que existe). A estrutura física do açougue público de Caraúbas facilita o livre trânsito de cães e gatos, elevando os riscos de contaminação à carne vendida por lá. 

As consequências podem ser desastrosas para a saúde. Comer carne contaminada é um risco perigoso demais para se ficar exposto. Nos últimos cinco anos, 81 mil pessoas foram internadas pelo Sistema Único de Saúde com doenças relacionadas ao consumo de carne. O gasto para os cofres públicos foi de R$ 32 milhões. [Canal Rural].

A pessoa que consome uma carne mal passada, que tem cisticerco, forma larval, quando a pessoa engole esta larva ela pode ter dentro do seu abdômen a tênia, parasita que causa dor abdominal, diarréia, anemia. Quando a pessoa é contaminada com os ovos da tênia, ela é contaminada com a larva no cérebro e outros órgãos. Isso pode causar epilepsia, distúrbios de cognição, meningite, inclusive o óbito – afirma o neurologista [Canal Rural].

Atualmente a cidade é administrada pelo prefeito Ademar Ferreira da Silva, que inclusive corre contra o tempo para tentar reverter condenação do MPF que pede a perda do mandato, veja, aqui!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

teste teste